sábado, 20 de maio de 2017

Hoje a Biblioteca Municipal de Carnaxide aliou-se ao evento Boinas´s Club Unlimited, no Centro Cívico de Carnaxide.

Os mais pequenos ouviram histórias sobre chapéus, criando de seguida a sua própria boina, pintando-a e decorando-a a seu gosto:


sexta-feira, 19 de maio de 2017

As sugestões de ...Maria Paula Cruz


Livros

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Pequeno Laboratório de Contar com Cristina Taquelim dia 27 de Maio na Biblioteca Municipal de Oeiras


quinta-feira, 11 de maio de 2017

As nossas sugestões...verde


Este mês sugerimos-lhe a leitura de um livro cuja capa seja verde:

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Baptista-Bastos: 1934 - 2017

O jornalista e escritor Baptista-Bastos faleceu nesta terça-feira aos 83 anos, após 40 dias de internamento no serviço de pneumologia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.
Armando Baptista-Bastos nasceu em Lisboa a em 27 de Fevereiro de 1934. Frequentou a escola de Artes Decorativas António Arroyo e o Liceu Francês. Iniciou a sua carreira jornalística em “O Século”, mas foi ao serviço do “Diário Popular” – onde trabalhou durante vinte e três anos (1965-1988) – que haveria de conquistar maior notoriedade, sobretudo em géneros como a entrevista e a reportagem. 
Torna-se mais conhecido do grande público pelas entrevistas realizadas na SIC entre novembro de 1996 e janeiro de 1998. Nessas “Conversas Secretas”, fazia a todos os convidados a pergunta "onde é que estavas no 25 de Abril?". Herman José pegou no título desta série de entrevistas e criou um sketch ao qual ninguém ficou indiferente, no programa "Herman Enciclopédia". 
A 30 de maio de 1998, Baptista-Bastos foi o convidado do projeto "À Conversa Com..." num debate realizado no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras dedicado ao tema "Jornalismos e Literatura".

Ao longo da carreira, o autor conquistou vários prémios, designadamente, o Prémio Literário Município de Lisboa, em 1987, pelo romance "A Colina de Cristal", que lhe valeu também o Prémio P.E.N. Clube Português de Ficção, no ano seguinte. 
Em 2002, recebeu o Prémio da Crítica do Centro Português da Associação Internacional de Críticos Literários, pela obra "No Interior da Tua Ausência". Em 2003, venceu o Grande Prémio de Crónica da Associação Portuguesa de Escritores pelo livro "Lisboa Contada pelos Dedos". Em 2006, recebeu os prémios de Crónica da Sociedade da Língua Portuguesa, João Carreira Bom, e do Clube Literário do Porto.
Publicou o seu primeiro romance, "O secreto adeus", em 1963. Atualmente estava a escrever as suas memórias.